Política

Presidente da Câmara de Carlos Barbosa fala sobre a nova sede

12/06/2017 - Fonte: Portal Adesso - Fotos: Daniel Carniel

Compartilhe:

     Em entrevista ao PORTAL ADESSO, Denir Gedoz (PMDB), explica sobre os gastos com aluguel e reforma da nova sala.

     Em março deste ano, o PORTAL ADESSO publicou notícia mostrando os gastos com aluguel da Câmara de Vereadores de Carlos Barbosa. Na oportunidade, constatamos que havia sido pago quase R$ 60 mil em aluguel, sem que a sala tivesse sido utilizada. No contrato, o aluguel pago mensalmente é de R$ 6.500, sendo que o mesmo foi assinada pela legislatura passada.

     No último dia 22 de maio, manifestantes penduraram no local uma faixa questionando os gastos com reforma e a mudança de local. Buscando ouvir o lado do Legislativo de Carlos Barbosa, entrevistamos o atual presidente Denir Gedoz (PMDB), que mostrou a nova casa e detalhou os custos.

     Conforme Denir, a antiga sede da Câmara recebeu três apontamentos, dois da Defensoria Pública e um dos bombeiros, alegando que o pre´dio não possuía as mínimas condições de segurança e acessibilidade. No último apontamento também foi dado prazo de 30 dias para que fosse encontrada uma solução. Isso ocorreu em julho de 2016.

     Ainda segundo o presidente do legislativo, a ex-presidente Lourdes Schafer Rojas (PMDB), reuniu todas as lideranças dos partidos e juntos chegaram à conclusão que era necessário buscar um novo espaço. “De todos os locais visitados, este que estamos hoje apresentou o melhor custo benefício e espaço”, declarou Gedoz. Ele também explicou os gastos com aluguel, afirmando que foi preciso celebrar o contrato de aluguel para após realizar licitação. “Não temos como licitar reforma de um local sem que se tenha um contrato, sem ter um orçamento de gastos, metragem do local”, ressaltou Denir, alegando que por questões burocráticas foi necessário ter pago o aluguel. “Até mesmo um imóvel comum você primeiro aluga, paga aluguel e depois faz a reforma”, concluiu.  

     O presidente da Câmara de Carlos Barbosa disse ainda, que houve gastos com a acústica do plenário pois o local tinha muito eco e seria difícil realizar as sessões daquela maneira. Quanto ao protesto realizado, Gedoz diz não achar problema, porém, gostaria que não tivesse disso anônimo.

     A nova Câmara Municipal de Carlos Barbosa, funciona na Avenida Presidente Kennedy, bairro Aurora. 

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: