Polícia

Abandonada, escadaria vira palco para crimes em Carlos Barbosa

20/12/2017 - Fonte: Portal Adesso - Foto: Daniel Carniel

Compartilhe:

     Crimes praticados à luz do dia, faz com que a comunidade evite andar pela escadaria que liga a Avenida Presidente Kennedy com a rua Dr. Carlos Barbosa.

     Nesta terça-feira (19), uma senhora foi assaltada enquanto utilizada a escadaria para se deslocar nas proximidades do hospital. O marginal empurrou a vítima no chão e levou sua bolsa com todos os documentos e o telefone celular. Devido à queda, a mulher ficou com escoriações e hematomas por todo o corpo. O crime ocorreu por volta das 17h em plena luz do dia.

     Este foi apenas mais um caso ocorrido na escadaria que é utilizada diariamente por dezenas de pessoas. Seu estado precário, e a pouca iluminação a noite, faz com que o local se transforme em área de risco.

     A cada quatro anos, nas vésperas das eleições, a escadaria é lembrada pelos candidatos, principalmente os candidatos a vereador que “se eleitos” prometem uma revolução no local, mas passadas às eleições, nada é feito.

     Na manhã desta quarta-feira (20), a equipe do PORTAL ADESSO procurou a Prefeitura Municipal de Carlos Barbosa, para saber se existe algum projeto de melhoria na escadaria da Av. Presidente Kennedy.

     Conforme o vice-prefeito Beto Da-fré, a revitalização está na pauta de melhorias a serem realizadas pelo Poder Público em Carlos Barbosa. “Pretendemos revitalizar o local, transformando em um novo ponto turístico da cidade”, afirmou o vice-prefeito.

     Ele ainda disse que ainda não existe nenhum projeto, mas já houve contato com alguns arquitetos para discutir a viabilidade das melhorias.  A idéia é utilizar os espaço disponível para fazer um memorial aos imigrantes que vieram a Carlos Barbosa, os italianos, alemães e suíços.

     “Durante o ano de 2018 a intenção é fazer estudos, criar o projeto e captar recursos. A previsão de execução fica para 2019”, ressaltou Beto.

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: