Geral

Bento Gonçalves terá usina de resíduos orgânicos até dezembro

05/01/2018 - Fonte: Portal Adesso - Foto: Reprodução

Compartilhe:

     Empreendimento terá o papel de gerar energia a partir do lixo orgânico recolhido na cidade

     Por dia, Bento Gonçalves gera toneladas de lixo orgânico. Visando uma adequação ao Programa Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, o Poder Público estudou formas de destinar corretamente os resíduos gerados pelo município. Lançado ainda em dezembro, o chamamento público recebeu sete propostas de empresas interessadas em construir a usina para tratamento e eliminação dos resíduos sólidos urbanos. A partir de agora todos terão 90 dias para apresentar o projeto. A previsão é de que a usina esteja em funcionamento ainda em 2018.

     Há algum tempo as pessoas têm se voltado mais para a reciclagem de resíduos, uma vez que os lixões se tornaram obsoletos. Com isso, está sendo levado adiante a implantação de uma usina que gera energia a partir de resíduos sólidos em Bento Gonçalves. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Silvio Pasin, o empreendimento foi escolhido pela sustentabilidade e viabilidade econômica. “De todos os estudos feitos, o único que poderia ter uma rentabilidade suficiente para que houvesse o investimento são as usinas”, revela Pasin.

     O empreendimento será possível graças a uma parceria público-privada, a chamada “PPP”. Com isso, o município cede o terreno e a matéria-prima, enquanto a empresa se encarrega de processar os resíduos. Ainda conforme Pasin, o governo municipal está conseguindo dar celeridade ao processo de implementação da usina.

     Economia de R$ 8 milhões

     Com o funcionamento do empreendimento, a prefeitura vai economizar R$ 8 milhões, que são destinados ao transporte dos resíduos até a usina de Minas do Leão. De acordo com o secretário Pasin, 60% deste montante deverá ser revertido para a educação e saúde do município, conforme prevê a legislação federal. Os outros 40% poderão ser investidos em diversas áreas.

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: