Trânsito

Motorista de ônibus de empresa barbosense é flagrado no bafômetro

02/04/2018 - Fonte: Portal Adesso -

Compartilhe:

     Ele foi abordado na BR 101 em Osório quando seguia viagem para Porto Alegre neste domingo (02). Passageiros tiveram que aguardar a chegada de outro condutor.

     O ônibus havia saído de Garopaba – SC, quando por volta das 13h16min, foi parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em uma abordagem de rotina. O ônibus é da empresa Santa Luiza de Carlos Barbosa, porém, o coletivo estava a serviço da empresa Santo Anjo.

     Conforme o policial rodoviário Joel Vaz, o índice de álcool constatado foi 0,09 mg/L no exame. O motorista alegou que havia bebido apenas na véspera. Ele foi notificado e terá de pagar multa de R$ 2.934,70. Além disso, a lei também determina a retenção da Carteira Nacional de Habilitação no momento do flagrante e abertura de processo pelo Detran para suspensão da CNH por até um ano.

     Ainda de acordo com a PRF, 42 passageiros ficaram no posto aguardando o envio de outro motorista pela empresa para prosseguir a viagem.

     Após o episódio a empresa Santo Anjo se manifestou através de nota, e ressaltou que está adotando providencias para aumentar o rigor no controle de seus parceiros. Já a Santa Luiza afirmou para a imprensa da capital que está investigando a situação e, no momento, prefere não se manifestar.

Nota da Santo Anjo:

     "A Santo Anjo lamenta o episódio da noite do último domingo (01/04), envolvendo o motorista da empresa Santa Luiza, nossa prestadora de serviços, que foi impedido de seguir viagem entre Garopaba e Porto Alegre, após teste de bafômetro da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

     A Santo Anjo esclarece que foi enviado outro motorista para o prosseguimento da viagem, evitando maiores prejuízos aos passageiros e que está adotando providências para aumentar o rigor no controle de nossos parceiros terceirizados.

     Nossa empresa mantém práticas permanentes de treinamento e qualificação dos colaboradores, em busca da máxima segurança e qualidade dos serviços oferecidos aos usuários, e reafirmamos que o ocorrido foi um fato isolado em uma história de 70 anos de eficiência."

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: