Esportes

Tricolor de Luto: Morre o ex-presidente do Grêmio Fábio André Koff

10/05/2018 - Fonte: Portal Adesso - Foto: Correio do Povo

Compartilhe:

     Nascido em Santa Tereza no interior de Bento Gonçalves, Koff foi criado em Garibaldi, onde seu avô e seu pai tinham comércio. o presidente multicampeão morava em uma casa onde hoje é a Galeria Koff Nenhme no centro da Terra do Champanha.

     O maior presidente da história do Grêmio, Fábio Koff, morreu aos 86 anos na manhã desta quinta-feira (10), em Porto Alegre. Ele estava internado desde 3 de maio no Hospital Moinhos de Vento para tratar uma infecção generalizada. Fábio Koff foi o presidente mais vitorioso na história do clube. Com ele no comando, o Grêmio conquistou seu maior título, o Mundial de 1983, e também as duas primeiras Libertadores da América, em 1983 e 1995.

    O primeiro mandato de Fábio Koff como presidente do Grêmio ocorreu no biênio 1982/1983. No primeiro ano, o clube amargou o vice-campeonato brasileiro com derrota na final em uma polêmica arbitragem para o Flamengo. No ano seguinte, porém, o Tricolor teve suas maiores glórias. O clube se tornou o primeiro do sul do país a ganhar a Libertadores da América. Logo depois, o Grêmio ganhou o Mundial de Clubes contra o Hamburgo no Japão.

    Após se recuperar de um câncer, Fábio Koff voltou a ser eleito presidente do Grêmio no final de 1992. Iniciou o segundo mandato em 1993 e em 1994 ganhou a Copa do Brasil, o que fez o Tricolor voltar a Libertadores após 10 anos. E a volta foi em grande estilo. O time comandado por Felipão levou o bi da América em 1995. No final do ano, o Tricolor perdeu o Mundial para o Ajax, mas acumulou as conquistas do Campeonato Brasileiro e da Recopa Sul-Americana no ano seguinte até o final do mandato de Koff em 1997. O Grêmio ainda ganhou três Campeonatos Gaúchos no período.

     Fora do ambiente político do Grêmio por alguns anos, Fábio Koff retornou para vencer uma pesada eleição contra Paulo Odone em 2012 e assumiu no biênio 2013/2014. Em seu último mandato, o dirigente não conseguiu repetir as conquistas, mas iniciou uma reestruturação do plantel que foi seguida por Romildo Bolzan Jr. nos anos seguintes para as atuais conquistas.

     O ex-presidente do Grêmio começou a sofrer com problemas de saúde ainda em 2015 e deixou o departamento de futebol do clube. Em 2016, Koff chegou a ficar internado por três meses com dificuldades respiratórias. Desde então, passou por diferentes internações até voltar ao hospital no último dia 3.

     O primeiro contato  com o Grêmio foi no final dos anos 1930. Em Garibaldi, Koff escutava os jogos do time em um rádio no Café Possobon, próximo à residência da família. Tinha seis anos quando ganhou a primeira camiseta do clube. – Eu fugia, enganava todo mundo em casa, não importava a hora ou o dia. Queria escutar os jogos. O coração parecia querer saltar pela boca – contou ao jornal Zero Hora, em outubro de 2012, quando aceitou concorrer novamente a presidente.

 

 

 

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: