Saúde

Diminuição nas vacinas infantis preocupa órgãos de saúde

10/07/2018 - Fonte: Portal Adesso - Foto: Thais Cristina Formentini / Prefeitura de Carlos Barbosa

Compartilhe:

     Em Carlos Barbosa, pela primeira vez em vários anos, a meta de 90% das imunizações com criança durante a campanha da influenza, não foi alcançada.

     As quedas nas imunizações com crianças, vem deixando órgãos de saúde preocupados em todo o país. O risco de doenças erradicadas retornarem é presente. O sarampo que era dado como erradicado pela Organização Mundial da Saúde - OMS desde 2016 retornou neste ano. Ao todo, sete casos já foram registrados no Rio Grande do Sul.

     O PORTAL ADESSO conversou nesta terça-feira (10), com Viviane Gaspary Ardanaz, enfermeira da Vigilância Epidemiológica e Responsável pelo Setor de Vacinação de Carlos Barbosa, sobre os riscos ao não imunizar crianças.

     Segundo a enfermeira, o atual calendário de vacinações é excelente, sendo que 27 vacinas compõem o mesmo. Além disso, o fato de todas as imunizações serem disponibilizadas de forma gratuita, é outro benefício que deve incentivar a adesão de adultos e crianças.

     Até o momento, a região não apresenta casos onde o retorno de doenças erradicadas foi verificado. Porém a atenção segue redobrada, visto que neste ano, durante a Campanha Nacional da Vacinação Contra a Influência, a cobertura de 90% de crianças, não foi atingida.

     “Manter o calendário de vacinações atualizado é uma obrigação dos pais. É lei, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Deixar uma criança sem imunizações, pode comprometer a saúde de todos que estão ao seu redor, desencadeado uma epidemia”, explica.

     Além disso, é importante que os pais e responsáveis atentem as datas das campanhas, visto que algumas imunizações têm períodos específicos e limite para serem distribuídas. Para os moradores que possuem alguma dúvida sobre as imunizações ou o calendário, a Sala de Vacinas está aberta de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: