Geral

Garibaldi: Júri popular condena veterinário a cinco anos de prisão

10/10/2018 - Fonte: Portal Adesso

Compartilhe:

     Ele é acusado de agredir empresário no bairro Alfândega de Garibaldi no ano de 2011.

     Após mais de 16 horas de julgamento no Fórum da Comarca de Garibaldi, a juíza da comarca de Carlos Barbosa, Cristina Margarete Junqueira, proferiu sentença que condenou o veterinário Ari Glock Júnior a cinco anos de reclusão pelo crime de homicídio simples.

     O caso ocorreu em outubro de 2011, quando Glock se desentendeu com José Luiz Gregoletto devido a desavenças por tratamento em um cão. Na época, Gregoletto, sofreu agressões graves, sendo agredido com taco de sinuca na cabeça. As agressões fraturaram o crânio do empresário e o deixaram em coma induzido. Devido a isso, ele passou por várias cirurgias e ficou com sequelas, dentre elas, dificuldade em falar.

     Porém, o empresário portava uma arma, e por isso, além de vítima, também era réu no processo. O júri foi instalado às 9h30min desta terça-feira (09), e foi até por volta das 2h da madrugada desta quarta-feira (10). Sete pessoas da comunidade fizeram parte do Tribunal de Juri, e votaram sobre a decisão.

     O crime de porte ilegal de arma de Grigoletto foi absolvido, e o veterinário condenado, teve a pena no regime semiaberto. Ele pode recorrer em liberdade da decisão. N

     Na acusação atuou a promotora Graziela Lorenzoni da comarca de Montenegro, em função de que o promotor de Garibaldi estar em licença. Já na defesa do veterinário atuou o advogado Gregori Antônio Bonilla. Defendendo o empresário, atuaram os advogados Francis Rafael Beck e Paulo Saint Pastous Caleffi.

 

 

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: