Colunistas


Forte polarização, parece proibir não aceitar discursos prontos

13/02/2019 Portal Adesso
Marco Túlio Aguzzoli
Marco Túlio Aguzzoli

     É fato que a internet deu voz a todos.

     É fato, também, que emitir opinião em rede social tem um custo, especialmente em época de forte polarização em virtude das eleições.

     E este custo diz respeito ao quanto você está disposto a tolerar a intolerância alheia.

     No período eleitoral não basta você ter uma opinião. Você DEVE ter uma opinião completa a respeito de tudo: finanças públicas, educação, segurança, saúde, vida pessoal do político e etc., mesmo não sendo obrigado a saber de tudo isso. E, principalmente, que esta opinião seja do agrado de quem lê, pois se o teu leitor não compartilhar da mesma ideia vai exigir de ti uma retratação, uma ponderação ou, se não fizer isto, serás jogado aos leões sem direito de defesa.

     Mal percebem as pessoas que, às vezes, o que se pretende é apenas passar uma mensagem de três linhas, sem apego nenhum às formalidades, aos diferentes pontos de vista ou seja lá o que for.

     Mal percebem as pessoas que a opinião lançada numa rede social é apenas a própria impressão pessoal sobre o fato e que, sim, ela é uma visão parcial sobre a questão. Afinal, todos nós emitimos opinião segundo a nossa visão sociológica, filosófica ou antropológica sobre algo e é lógico que disto decorre uma tomada de posição necessariamente dotada de parcialidade.

     Afinal, somos objeto de nossas experiências e não somos órgão de imprensa que tem o dever de dar o contraditório sobre tudo.

    Discutir ideias é o que menos importa. Apontar o dedo virou regra.

     A questão que exsurge disto é: vivemos um ambiente democrático quando uma pessoa censura uma opinião ou determina o que se deve, ou não, publicar?

     Acredito que liberdade de expressão é um direito que deve coexistir com a mesma liberdade de expressão de todos os demais.

     É um direito se expressar e é um dever ouvir. E escutar ponderando e não censurando.

    Mas como me disse um amigo outro dia, infelizmente neste mundo de extremos parece não haver mais espaço para quem enxerga os diferentes tons entre um lado e outro.

 

 

 

 

MAIS DO COLUNISTA