Colunistas


Os bastidores da Política em Garibaldi e Carlos Barbosa

08/04/2019 Redação Portal Adesso

GARIBALDI

     * Os ânimos estão acirrados entre os vereadores Moisés Nekel (MDB) e Rosani Fin Flores (PP). Os dois iniciaram uma briga no ambiente político e a mesma foi parar na Delegacia de Polícia Civil. No ano passado, Rosani foi a Porto Alegre em um evento institucional e deu carona para sua filha. Na volta, a vereadora parou no aeroporto para deixar a filha. No veículo da Câmara de Garibaldi, também estavam duas funcionárias do legislativo.  Na época, Nekel era presidente da casa e teria recebido uma denúncia por e mail falando sobre o caso. A comissão de ética arquivou a denúncia. O assunto voltou a ser comentado neste ano, e Rosani, não gostando do que Moisés falou em tribuna, foi até a Delegacia de Polícia Local registrar Boletim de Ocorrência por calúnia e difamação. O Delegado chamou Nekel para explicações e agora Nekel fez Boletim de Ocorrência contra Rosani, alegando falsa comunicação de crime. Rosani alega que não acusou Nekel e só quer saber quem é o autor do e mail, já que para qualquer denúncia na câmara é necessário ter o nome do denunciante. Nekel, alega que ela o acusou, sendo que ela mesma teria confessado que utilizou o veículo público em benefício próprio. Aguardemos cenas dos próximos capítulos. 

     * O presidente da Câmara Luiz Flori Castro (PTB), tem demonstrado total despreparo para conduzir uma sessão legislativa. Quem acompanha no plenário, percebe que por várias vezes ele fica "comendo mosca" ou a "ver navios", sem saber como proceder. O secretário Moisés Nekel (MDB) é quem socorre Castro em todos os momentos. 

 

     * Vereadores do PP que são oposição ao governo do prefeito Antônio Cettolin não perdem uma tribuna nas sessões ordinárias para cobrar a administração municipal. Luiz Carlos Rodrigues (Bombeiro), Tiago Ferranti e Rosani Fin Flores, se revezam nas cobranças ao Executivo e dão o tom de como deverá ser as eleições de 2020.


     * Nos bastidores da política, já é dada como certa a candidatura do atual vice-prefeito Antônio Fachinelli para disputar a eleição do próximo ano como candidato a prefeito pelo MDB. Além de Fachinelli, dois nomes são ventilados para compor a chapa como vice. O chefe de gabinete Micael Caríssimi e do novo secretário da fazenda, Dalci De Paoli.


     * Integrantes do PTB são vistos constantemente “arrastando a asa” para fortes nomes do PP. Será que vão fazer igual ao que fizeram com o ex-prefeito Cirano (PT) em 2012? Junto com Cirano, disputaram a prefeitura com o candidato a vice-prefeito e perderam. Poucos dias depois, “deram um pé na bunda” de Cirano e “correram para o colo” de Cettolin para garantir uns cargos. Na oportunidade, o pequeno PDT também fez o mesmo.



* Os vereadores Edo Milani e Jones Demari (MDB) estão fazendo um mandato totalmente calmo e sem rusgas. Os dois votam quase sempre favoráveis com o governo e dificilmente se envolvem em polêmicas. Na tribuna, ambos são só paz e amor.

 

CARLOS BARBOSA

 

     * O atual prefeito Evandro Zibetti (MDB), tem feito um mandato de acordo com suas convicções, sem olhar pelo espelho retrovisor e mantendo uma ótima relação com o vice-prefeito Beto Dá-Fré. A dupla Zibetti/Dá-Fré imprime uma gestão moderna, e se descola do rótulo de o mesmo grupo estar no poder há mais de uma década.


     * Xavier vem ai! É dada como certa por integrantes do PDT de Carlos Barbosa e até da Executiva Estadual do partido, a candidatura do ex-prefeito Fernando Xavier da Silva (PDT). Prefeito por quatro legislaturas, Xavier deverá disputar mais uma vez o cargo de prefeito. Resta saber como será a coligação e se o MDB de Zibetti irá aceitar ou ficará de lado oposto.


     * Kirch candidato pelo PP? O vereador Everson Kirch que foi o mais votado na eleição de 2016 vem buscando se firmar no partido para ser candidato a prefeito pela sigla. Porém, outros nomes como o de Valmir Danielli e até de Ansélio Perera aparecem na disputa entre os caciques. Luiz Ricardo Sauthier é outro novo nome que também quer espaço. Pelo jeito, o PP Barbosense está com muitos nomes e pouco partido, já que na última eleição perderam de muitos votos para Zibetti/MDB e PDT.


     * Ferrari em cima do muro. O ex-presidente da ACI, Fabiano Paloschi Ferrari, é mais uma vez cogitado para disputar a prefeitura de Carlos Barbosa. A esta coluna diz que está focado na sua empresa e não diz se vai ou não ser candidato. No TSE, consultamos os filiados nos partidos de Carlos Barbosa e Ferrari segue sem nenhuma filiação.


     * Os vereadores Alef Assolini e Luciano Baroni (MDB) estão em Lua de Mel. No fim do ano passado, ambos disputaram internamente o apoio da executiva municipal para concorrer à presidência da Câmara. Por ter mais mandatos e ser mais experiente, Baroni levou a melhor e foi o indicado. Na época Alef não digeriu a decisão dos caciques do MDB. Passado o período, os dois estão novamente conectados. 

MAIS DO COLUNISTA