Colunistas


Que tipo de político o povo quer?

15/09/2013 Portal Adesso

     Quem são e quais os tipos de representantes que a população deseja ver ocupando espaços no Legislativo e Executivo? Buscando respostas para este questionamento encontrei várias teses, entre elas, uma entrevista do poeta Ferreira Gullar. Esta foi a que me abriu os horizontes e  deixou mais perceptíveis algumas transformações que estão ocorrendo em nosso país.

     Em sua manifestação, o poeta diz que questões como esquerda e direita estão superadas. As pessoas que foram às ruas para protestar contra o atual sistema não tem as benesses dos ricos  nem dos pobres, mas  lucidez para não aceitar os políticos.

     Realmente percebemos o fisiologismo que existe entranhado nos partidos políticos. Afirmar ser de Esquerda ou direita só serve para alimentar embates e discursos de oposição ou situação, quando na verdade, as legendas estão preocupadas em entrar ou permanecer no poder para distribuir benefícios a seus aliados. São poucos os partidos que possuem coerência.

     E qual é o desejo da população que não é de direita nem de esquerda? Que não ama o Che Guevara, Fidel e muito menos os Militares?

     A maioria dos cidadãos que pagam os altos impostos do país,  estão interessados em políticos que buscam e querem resolver os problemas, não que fiquem alienados em uma ideologia partidária atrasada que apenas serve como justificativa ou desculpa em momentos difíceis. As ruas clamam por políticos que falem menos e façam mais, mas que façam com honestidade e principalmente agilidade.

     Para sabermos o que o eleitor e o povo estão buscando é simples, basta olharmos para as ruas e perceber que é a classe média quem mais está incomodada e revoltada com a atual política. A classe menos favorecida está contente, pois as bolsas assistencialistas proporcionam um ganho mensal fixo, que para quem não tem nada auxilia é verdade. Já a classe alta está rindo a toa, cada vez mais obtendo lucros, principalmente os que possuem ligações com o poder.

     No entanto, quem está pagando a conta com alta carga tributária não agüenta mais carregar o fardo. A  insatisfação é geral com a corrupção que  passa por todos os partidos, tanto é, que os manifestantes não aceitavam os políticos nas passeatas.

     Portanto, o que o eleitor quer é representantes que tenham visão e percepção de futuro, não importando se é de esquerda, centro ou direita. Aliás, as siglas estão todas iguais, até um certo partido que adora uma manifestação e  era o paladino da verdade teve recentemente problemas com uma de suas representantes no Rio de Janeiro.

     Esta fácil saber o que o povo quer, não querem Direita, nem Esquerda.

Todos querem algo novo!

 

 

MAIS DO COLUNISTA

Daniel Carniel

Daniel Carniel

Natural de Garibaldi, Daniel Carniel é formado em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo, e tem experiência em Rádio, TV, Jornal, e Assessoria de Imprensa. Iniciou a carreira na Rádio Planalto AM de Passo Fundo e atuou no Jornal Novo Tempo de Garibaldi, TV Record, e nas rádios Guaíba e Gaúcha de Porto Alegre. Acadêmico de Direito na Escola Superior do Ministério Público integrou a assessoria de imprensa do vice-governador do Rio Grande do Sul entre 2011 e 2014. Atualmente é sócio proprietário da Diffusione Comunicação,empresa que tem sede em Garibaldi RS
daniel@portaladesso.com.br

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!