Carros e Motos




Hyundai Veloster não está mais sendo vendido no Brasil

17/02/2014 UOL CARROS

     De acordo com Antônio Maciel, presidente do grupo Hyundai-Caoa (representante da marca no Brasil), a importação do modelo -- que ficou famoso por ter uma terceira porta, traseira e à direita -- foi suspensa devido, principalmente, a "grandes oscilações de vendas".

     Por causa disso, sua importação ao país está oficialmente interrompida, e o consumidor só encontrará eventuais unidades em estoque de concessionárias. A Hyundai afirma que não sabe quando o novo lote virá, mas (ao menos oficialmente) descarta deixar de importá-lo.

     Um novo motor 1.6 com injeção direta de gasolina também é estudado. Este propulsor, aliás, pode dar sobrevida ao carro, que ganhou fama de "fracote" e "molenga" (recebendo até o infame apelido "Lentoster") devido ao baixo rendimento do atual motor, também de 1,6 litro. A versão turbo, configuração poderosa da linha Veloster já à venda no exterior, também é cotada a vir para cá, mas não há data prevista.

     VENDAS EM QUEDA, FAMA EM ALTA


     Oferecido ao consumidor brasileiro desde 2011, o cupê da Hyundai soma 13.321 unidades emplacadas. Foram 3.956 carros vendidos em 2011 (em apenas cinco meses); 5.099 em 2012; e 4.136 no ano passado. Em janeiro deste ano, mais 130 unidades saíram das revendas.

     Apesar de a procura ter diminuído -- principalmente por causa do preço elevado (atualmente uma unidade zero-quilômetro, 2013/2014, custa R$ 76.500) --, o modelo certamente ganhou um lugar ao sol devido ao sucesso entre fãs do chamado funk ostentação. São ao menos quatro composições que citam o modelo coreano.

 

MAIS NOTÍCIAS