Geral


Cartórios eleitorais em Garibaldi e Carlos Barbosa podem ser fechados

21/07/2017 Portal Adesso - Foto: Arquivo Jornal Novo Tempo/ Cassius André Fanti

     Além destes, outros cinco municípios da serra também podem ser afetados com a redução de zonas eleitorais conforme resolução do Tribunal Superior Eleitoral.

     A moção de protesto que os vereadores de Carlos Barbosa fizeram contra o fechamento do Cartório Eleitoral na cidade no início da semana, despertou outras cidades que também correm risco de perderem seus cartórios.

     Resolução do TSE, publicada em maio, estabelece a redução das zonas eleitorais com o objetivo de diminuir os gastos públicos. O órgão defende não haver necessidade para tantos cartórios com a informatização de muitos serviços. Além disso, diz que a proliferação das zonas deu-se de forma desordenada, sendo parte dela pautada por interesses políticos e não requisitos técnicos.

     Garibaldi e Carlos Barbosa, que têm hoje uma zona eleitoral em cada cidade, a mudança pode transferir as atividades dos dois para apenas um dos municípios. Isso é o que defende o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul – TRE, desembargador Carlos Cini Marchionatti.

     Ele entregará ao TSE um documento justificando que o Estado não tem zonas eleitorais em excesso e explicará as dificuldades que a população pode enfrentar com a mudança. A entrega ocorre até 15 de agosto. Depois, o TSE tem 60 dias para avaliar e estabelecer uma orientação ao TRS, conforme Marchionatti. O RS tem 173 zonas eleitorais. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS