Política


Garibaldi receberá R$ 2,2 milhões de recursos provenientes do pré-sal

Divisão dos recursos da chamada cessão onerosa já foi aprovada pela Câmara Federal e agora passa pelo Senado
16/10/2019 Portal Adesso - Foto: divulgação

     O prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolin, está em Brasília, onde acompanhou a votação da cessão onerosa dos royalties do petróleo para estados e municípios, nesta terça-feira, dia 15. Garibaldi será contemplado com R$ 2,2 milhões, que devem ser investidos em áreas como educação, saúde, segurança e infraestrutura.

     “Isso representa um recurso muito importante para os municípios brasileiros, que poderão investir nas suas maiores necessidades”, avalia Cettolin, que liderou os prefeitos gaúchos enquanto presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul – Famurs, e que acompanhou a votação no Senado juntamente ao presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi.

     Junto ao vereador Irineu Krindges (MDB), representando o Legislativo garibaldense, e do deputado federal Ronaldo Santini (PTB), o prefeito ainda participou de encontro com líderes de todos os partidos na residência oficial do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), o qual foi presenteado com uma lembrança do município, em agradecimento pelo resultado positivo na votação.

O que é a cessão onerosa?
     A chamada cessão onerosa foi um acordo entre a União e a Petrobras para a exploração de campos de petróleo do pré-sal sem licitação, feito em 2010.
O acordo previa a extração de até 5 bilhões de barris pela estatal. Como a quantidade potencial dos poços se mostrou maior, o governo precisará fazer um leilão sobre as áreas excedentes.
Estimativas preveem que a área possa ter de 6 a 15 bilhões de barris de petróleo. Com isso, o megaleilão, marcado para novembro, pode render R$ 106,5 bilhões aos cofres públicos.

MAIS NOTÍCIAS