Saúde


Kits de tratamento precoce ao covid-19 tem boa aceitação entre pacientes

Em Bento são disponibilizados ivermectina, zinco, vitaminas C e D, e azitromicina, além da hidroxicloroquina
04/08/2020 Portal Adesso - Foto: Divulgação/Emanuele Nicola

     A esperança em um tratamento efetivo para o coronavirus fez com que os municípios aderissem à proposta de oferecer o Kit de tratamento precoce da Covid-19 a pessoas com confirmação para a doença. Bento Gonçalves, Carlos Barbosa e Garibaldi disponibilizam aos pacientes os medicamentos que compões o receituário. 

     Em Bento Gonçalves já foram distribuídos, até o momento, 413 kits do tratamento precoce da Covid-19. A ação é realizada mediante disponibilização de medicamentos indicados de acordo com avaliação médica. Os medicamentos são disponibilizados exclusivamente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), no Bairro Botafogo, mediante autorização do paciente, em casos considerados leves e moderados.  

     São disponibilizados os kits com ivermectina, zinco, vitaminas C e D, e azitromicina. Além da hidroxicloroquina, disponibilizada somente em casos receitados pelo médico, e com exames específicos para administração do medicamento.  Em todos casos a prescrição é realizada pelo médico, considerando a gravidade e o tempo de infecção do paciente. O paciente deve cumprir os 14 dias de isolamento, e será monitorado pela Central de Atendimento ao Coronavírus.

     Para os pacientes com resultado positivo para Covid-19 em Garibaldi, os remédios estão sendo entregues, após prescrição médica, no Centro de Triagem de Sintomas Gripais desde 10 de julho. A prescrição das medicações é de responsabilidade dos profissionais médicos em comum acordo com os pacientes. Pode ser receitado uma ou mais medicações integrantes do protocolo e demais que forem pertinentes ao quadro do paciente. 

     Até o presente momento foram dispensadas 104 receitas no município. No mês de Julho foram atendidos 823 pacientes Centro de Triagem de Sintomas Gripais e realizado 261 coletas de material para PCR dos pacientes que preenchiam os critérios clínicos. Segundo a Secretária de Saúde de Garibaldi, Diane Pascoaletto, “devido a implantação recente do protocolo de tratamento precoce e, visto que alguns pacientes ainda permanecem em isolamento, não foi possível mensurar a eficácia do tratamento. Há relatos de pacientes satisfeitos com o uso das medicações”, afirma a secretária.


MAIS NOTÍCIAS