Geral

Produtor de vinhos artesanais segue com seus produtos bloqueados

09/01/2018 - Fonte: Porta Adesso - Foto: Arquivo/Portal Adesso

Compartilhe:

     Após sete meses da apreensão dos vinhos do produtor artesanal Eduardo Zenker, o PORTAL ADESSO entrou em contato, para saber a previsão da legalização e liberação dos produtos. De acordo com Zenker a liberação para a produção e comercialização dos vinhos pelo Ministério da Agricultura e Pecuária - MAPA, está sendo bem complexa e burocrática.

     Segundo o plano diretor da cidade, não é possível abrir uma vinícola em perímetro urbano, local onde sua casa se encontra e, também, onde o produtor fabrica seus vinhos.

     Com isso, Zenker optou pela legalização por meio da produção artesanal, pois possuí uma propriedade no interior de Carlos Barbosa, onde pretende montar sua vinícola. Entretanto, problemas no local, como a falta de energia elétrica, estão impossibilitando sua instalação. “O pessoal me deu até 150 dias para ligar a energia elétrica o que é muito tempo, pois eu preciso para as reformas. Com isso, acredito que não será possível conseguir minha legalização neste ano, apenas em 2019”, afirma.

     Além disso, Zenker afirma que quando sofreu o bloqueio, em julho do ano passado, o MAPA deu um prazo de 20 dias para que o produtor apresentasse a sua defesa.

     Em contrapartida, o ministério tinha 45 dias para manifestar uma resposta à defesa, entretanto o prazo finalizou em agosto e, até o momento o produtor não obteve nenhuma resposta. Com isso, Zenker entrou com uma petição para anular o processo, porém a mesma não foi atendida.

     “Quando eu pedi a liberação dos vinhos, não pedi para comercio, mas sim para fazer o que eu quiser, como coloca-los em concursos e consumo próprio. Então nem isso está sendo liberado, estão dificultando as coisas cada vez mais”, afirma. 

 

 

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: