Eventos/Cultura


O engenheiro de Garibaldi que virou referência em discos de vinil

06/02/2018 Portal Adesso - Foto: Tamires Piccoli
Anterior Próximo

     Entre os itens mais procurados, Possebon conta que as bandas consagradas como Led Zeppelin, The Beatles, Pink Floy e AC/DC, são as preferidas. Com cerca de 30 mil exemplares, o maior acervo de vinis da Serra Gaúcha, está localizado em Garibaldi. O lugar nasceu da paixão de Guilherme Possebon, tem por colecionar vinis e antiguidades.

     Formado em engenharia de controle e automação, Possebon trabalhou 11 anos em indústrias em Caxias do Sul, quando decidiu abandonar a profissão, em 2012.

     Após dois anos sem trabalhar, o morador de Garibaldi, decidiu abrir uma loja de utilidades domésticas e produtos retrô, em 2014. Apaixonado por música, sempre colecionou, comprou e trocou vinis.

     O acervo foi tomando forma em 2015, quando a oportunidade de comprar um lote com 20 mil exemplares, surgiu.

     “Na época todos me chamaram de louco, mas eu investi e deu certo. Hoje o mercado de vinis vem crescendo, as pessoas buscam mais, ouvem mais, é um público fiel à música”, afirma. Apesar da renda ser menor, agora como comerciante, Possebon afirma estar feliz e realizado trabalhando com o que gosta, conhecendo novas pessoas e claro, ouvindo muita música.

     Desde então, as vendas se expandiram para a internet, onde os lotes são a maioria, tendo eles em média de 20 a 100 vinis. Já na loja física, a rotatividade de mercadorias fica em torno de 30 a 40 vinis por semana.

     Até o momento, Possebon já realizou 12 feiras de vinil em Garibaldi. Para este ano, a ideia é organizar um evento maior, em um espaço aberto, com outros colecionadores de vinil, além de food truck e apresentações de bandas locais,

     “Hoje o público que gosta de rock é a minoria, mas também é um público fiel. Um evento assim é bom para a cidade, que tem a oportunidade de movimentar o comércio local e, também para o pessoal sair de casa, encontrar amigos e curtir uma música”, conta.

     O evento ainda não tem data definida, mas a proposta é que seja realizado entre junho e agosto. Além disso, outra feira de vinil, que deverá ser realizada neste ano, também está nos planos de Possebon.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS