Geral




Entidades e profissionais do vinho criam iniciativa inédita para aumentar consumo da bebida

Iniciativa vai desenvolver estratégias de atrair novos consumidores e aumentar apreciadores que consomem a bebida
02/02/2019 Portal Adesso - Foto: divulgação

     Com o objetivo de aumentar o consumo e a cultura do vinho no Brasil, as entidades ABBA (Associação Brasileira dos Exportadores e Importadores de Bebidas), ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho) e ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) se uniram a profissionais de diferentes áreas do mundo do vinho para criarem a Pró-Vinho, uma iniciativa interprofissional que vai desenvolver estratégias capazes de atrair novos consumidores e aumentar a frequência com que apreciadores esporádicos consomem a bebida.

     A atuação da Pró-Vinho se dará de forma direta e democrática. Em reuniões mensais as entidades e especialistas envolvidos vão formatar ações e criar materiais destinados a comunicar sobre o vinho e fomentar seu consumo. É simples: qualquer estabelecimento ou profissional terá acesso às campanhas e peças criadas pela Pró-Vinho. Basta se cadastrar na plataforma (www.provinho.org.br), acessar os materiais, baixar aqueles que mais interessam e colocá-los em prática. A plataforma também vai disponibilizar informações de mercado, notícias atualizadas e dados do setor para apoiar a cadeia como um todo. O conceito e as peças da primeira campanha estão em fase de finalização e em breve serão divulgados e disponibilizados no site.

     Atualmente, o Brasil ocupa a 17ª posição no ranking mundial de consumo de vinho, apesar de ser a sétima maior economia do mundo. No total, são consumidos 338 milhões de litros de vinho por ano no Brasil, dos quais 65% são rótulos nacionais e 35% importados (dados da Ideal Consulting e da OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho).No lançamento da Pró-Vinho, Adilson Carvalhal Júnior, presidente do conselho da ABBA, afirmou ser prematuro prever quanto o consumo pode crescer com o trabalho da Pró-Vinho, mas com a união dos elos da cadeia do vinho, “temos mais capacidade e potencial para fazer com que este mercado de fato comece a crescer”.

     Marcio Milan, superintendente da ABRAS, chamou a atenção para a importância dos supermercados como um dos principais canais para divulgar o vinho. Diariamente, 27 milhões de pessoas entram nesses estabelecimentos, o que coloca as gôndolas como um espaço importante para a comercialização de vinhos. Em seu discurso, Oscar Ló, presidente do IBRAVIN, destacou que, no passado, a indústria nacional já viu o vinho importado como concorrente direto, mas que os tempos mudaram. “Estamos todos juntos, buscando o objetivo único, que é o aumento de consumo”, afirmou Ló.


 

MAIS NOTÍCIAS