Trânsito


Representantes de CFCs discordam dos descontos para CNH

Segundo representantes do setor, diminuir os valores para obtenção da habilitação poderia acarretar em má qualidade na formação do condutor
21/06/2019 Portal Adesso - Foto: Portal Adesso

     A notícia que o valor para tirar a Carteira Nacional de Habilitação pode baixar, depois de dois anúncios feitos nesta semana - o fim do valor fixo para serviços dos Centros de Formação de Condutores (CFC), anunciado pelo DetranRS, e o fim da obrigatoriedade do uso do simulador, publicado pelo Contran – animou os futuros condutores. 

     Porém essa situação pode não acompanhar a realidade dos CFCs. Alguns representantes dos Centros afirmam que o valor hoje cobrado para a formação e habilitação de condutores já está defasado, em relação aos processos que os CFCs precisam realizar, para manter a qualidade da formação e, por consequência, a melhor capacitação do novo condutor.

     Diego Luz, sócio do Centro de Formação de Condutores Autonomia, em Garibaldi, alega que não houve consulta por parte do DetranRS ao sindicato dos CFCs para tomar essa decisão. “Essa foi uma disposição unilateral. Não houve qualquer debate com os CFCs para essa adequação dos valores. Não acredito que algum CFC que queira manter a qualidade do seu atendimento possa oferecer descontos” afirma Luz.

     Ainda segundo Luz a qualidade na formação dos condutores no Estado do Rio Grande do Sul seria a melhor do país, por não se considerar a CNH como uma mercadoria, diferente de como é tratada em outros Estados, mas sim como uma garantia que o cidadão está apto para dirigir. “O RS é o único Estado da Federação onde os CFCs cumprem, na integra, todas as resoluções federais e estaduais. Justamente por isso nós tivemos reduções nos índices de acidentes nas estradas, diferentemente de outros Estados onde os índices se mantiveram ou até mesmo aumentaram. Aqui em nosso CFC, nós sempre vamos prezar pela qualidade do serviço e pelo bom atendimento” justifica.


MAIS NOTÍCIAS