Economia


Postos de combustíveis terão "nova gasolina"

Combustível deve trazer melhor desempenho do veículo, emite menos poluentes, evita perda de potência do motor e falhas de partida
03/08/2020 Portal Adesso - Foto: Arquivo

     O padrão da gasolina automotiva consumida no Brasil terá aumento de qualidade obrigatório em 3 de agosto deste ano. A partir das mudanças, os motoristas devem obter desempenho maior dos veículos, e a fiscalização terá mais facilidade de identificar adulterações. Mas a qualidade maior também pode ter impacto no preço.  

     A mudança se deve à Resolução nº 807/2020, publicada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em janeiro. O texto estabelece novos parâmetros para a destilação, a octanagem e a massa específica da gasolina automotiva vendida no país. A partir de 3 de agosto, 100% da gasolina comprada pelas distribuidoras precisarão atender às especificações. Essas empresas terão 60 dias para vender os produtos que foram comprados antes e não atendem às exigências. Da mesma forma, os postos de gasolina terão 90 dias, a partir de 3 de agosto, para vender os produtos que receberam antes de as especificações se tornarem obrigatórias.

     Sobre essa nova gasolina, o funcionário da Auto Mecânica Lorenzon, Sílvio Postingher, comentou que ela tem uma qualidade superior à da gasolina aditivada comum: “É uma gasolina de melhor qualidade, melhor que a aditivada comum, por isso seu preço deve ser um pouco mais alto”, afirmou.

     Sílvio comentou também sobre as qualidades desse novo combustível: “A qualidade é melhor se comparado aos outros combustíveis, ela emite menos poluentes, ela evita perda de potência do motor e falhas de partida”. Questionado se os motoristas terão que se preocupar em realizar alguma manutenção em seus veículos, Postingher conclui que: “Não, não será necessária nenhuma revisão. É um combustível como os outros, só que de melhor qualidade”.

MAIS NOTÍCIAS