Polícia


Polícia bento-gonçalvense faz balanço do pior mês do ano

02/10/2017 Portal Adesso - Foto: Gazeta-rs

     Polícia Civil informou os principais fatores que deixaram setembro como o mês mais violento

     O delegado Álvaro Becker conversou com a imprensa sobre os números alarmantes sobre o homicídio na Capital do Vinho. Segundo o comandante, foi uma situação atípica, acontecer oito assassinatos e três tentavias na cidade. “Isto nos deixa preocupado. A maioria deles existe a certeza de que o principal motivo seja o tráfico de drogas, acerto de contas, briga por ponto. No final das contas existe sempre este indicativo”, aponta.

     Em 2017 foram 25 homicídios, contra 24 no ano passado. Questionado sobre a possível existência de facções criminosas em Bento, o delegado descarta.

     “A gente pede para o pessoal não acreditar em mensagens que surgem em redes sociais. Muitas vezes são falsos que tendem somente a implantar o terror e medo. Não se tem notícias de facções criminosas em Bento. Briga de traficantes, de um grupo ou de outro, por cobranças de valores existem, facções por enquanto não se tem noticias”, acrescentou.

     Dos 25 homicídios, dois deles não estariam na linha de ‘acerto de contas’. O caso em que irmã matou a irmã, no bairro São Francisco, e em março, o caso em que um homem foi morto a tiros no bairro Santa Marta.

 

 

MAIS NOTÍCIAS