Polícia


PF cumpre mandados de prisão contra pessoas ligadas ao caso Unick

Portal Adesso foi o primeiro veículo de comunicação do Estado a apresentar denúncias contra a operadora de crédito
17/10/2019 Portal Adesso - Foto: Divulgação/Polícia Federal

     Em nova investida para conter supostas fraudes da empresa Unick, a Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (17), a Operação Lamanai. A ação busca cumprir mais de 10 mandados de prisão, além de 65 ordens de busca e apreensão contra pessoas ligadas a operadora de crédito.

     Segundo o inquérito, os agentes da Unick captavam novos investidores com a promessa de retorno de 100% sobre o valor investido, em até seis meses de aplicação. A atuação da Unick é considerada como pirâmide financeira. A operação desta quinta está sendo realizada nas cidades de Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo, Caxias do Sul, Curitiba (PR), Bragança Paulista (SP), Palmas (TO) e Brasília (DF).

     A organização já havia sido notificada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para que se abstivesse de tais práticas não autorizadas, mas seguiu atuando e teve expedida uma ordem de parada de operações (stop order), que também foi ignorada. Ao longo da investigação, evidenciaram-se outras práticas criminosas como a aquisição de moedas virtuais para remeter ao exterior, em supostos atos de evasão de divisas, assim como crimes de lavagem de dinheiro, entre outros.

     O Portal Adesso foi o primeiro veículo de comunicação do Rio Grande do Sul a apresentar as denúncias contra a Unick, em janeiro de 2019. (Link para a primeira matéria: https://portaladesso.com.br/noticias/6807/exclusivo-investidores-de-garibaldi-e-carlos-barbosa-apostam-no-dinheiro-facil.html)

Lamanai

     A operação contra a empresa Unick, realizada nesta quinta-feira (17) recebeu o nome de Lamanai. Lamanai é um sítio arqueológico, onde estava localizada uma antiga cidade Maia, que permaneceu enterrada até os anos 1970. Lamana, em linguagem maia, significa crocodilo debaixo d'água. O crocodilo da Unick acabou mordendo muitas pessoas desavisadas.   

MAIS NOTÍCIAS