Política




Vereador de Antônio Prado pede demissão de servidora por ela não acreditar em Deus

12/03/2014 Correio do Povo / Rádio Guaíba

     A mesa diretora da Câmara de Vereadores de Antônio de Prado estuda a implementação de uma Comissão de Ética após o episódio em que um parlamentar pediu a demissão de uma servidora por ela não acreditar em Deus. O vereador Alex Dotti (PMDB) subiu à tribuna na sessão plenária de 4 de fevereiro e pediu a exoneração da assessora de imprensa ateia Renata Helena Ghiggi.

     O presidente da Câmara, Valdeci Viali, diz que não há qualquer possibilidade da servidora perder o cargo. “É uma briga pessoal e ele usou o espaço pessoal na tribuna para criticar a funcionária. Mas a mesa diretora repudia qualquer manifestação de racismo ou preconceito. Não existe a possibilidade de exonerar a jornalista”, sustenta.

     Jornalista em cargo comissionado há mais de um ano na Câmara, Renata Ghiggi, conta que os desentendimentos começaram por conta de uma postagem no Facebook. O vereador começou uma discussão na rede social porque a servidora declarou que não tem religião. “Ele disse que achava errado não acreditar em Deus, disse que estava errada e impressionado com a minha atitude. Foi aí que pediu minha demissão porque eu não poderia trabalhar lá”.

     A Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos vai mover uma ação contra o vereador. Alex Dotti não foi encontrado pela reportagem.

 

MAIS NOTÍCIAS