Persona

Exemplo: Há 64 anos atuando no mesmo emprego

02/07/2018 - Fonte: Portal Adesso - Foto: Tamires Piccoli

Compartilhe:

     Josefina Jussani de Oliveira, que é cozinheira do Hotel Casacurta, conversou com nossa equipe e contou sobre as décadas que atua no mesmo local. Especialidades da Dona Pina, atraem turistas de diversas regiões, que se deslocam exclusivamente até o hotel, para apreciar as codornas e perdizes recheadas.

     Em um período onde a retração econômica deixou milhares de pessoas desempregadas e, o mercado de trabalho se encontra totalmente instável, é difícil de acreditar que uma pessoa possa estar trabalhando há 64 anos na mesma empresa.

Contrariando todas as estimativas, uma boavistense de 76 anos, segue cumprindo sua carga horária de seis horas, de segunda à quinta-feira, desde os 12 anos, no mesmo emprego. Com um sorriso caloroso, a cozinheira Josefina Jussani de Oliveira, mais conhecida por Pina, recebe equipe do PORTAL ADESSO na cozinha do Hotel Casacurta, o único lugar onde trabalhou em toda a sua vida.

     Dona Pina, como é carinhosamente chamada, contou para nossa equipe que iniciou seu trabalho no hotel por intermédio das irmãs, que na época eram camareira e lavadeira. “Eu morava com os meus pais em Boa Vista do Sul e costumava visitar minhas irmãs. Um dia surgiu uma oportunidade de trabalhar na cozinha, como auxiliar. Então eu aceitei e fui ficando por aqui”, conta.

     Aos 16 anos, Pina deixou de ser auxiliar e assumiu a liderança da cozinha, visto que a antiga cozinheira se aposentou. Auxiliada pela antiga proprietária do hotel, ela passou a preparar todos os pratos do estabelecimento e desde então comanda a cozinha tanto do hotel Casacurta, quanto da hostaria.

     Apesar de aposentada, a cozinheira segue trabalhando diariamente. “Eu gosto de trabalhar e não me sentiria bem ficar em casa”, afirmou Pina. Ela ainda conta com muito orgulho que prepara de forma artesanal todas as massas que são servidas no hotel, sendo uma variedade com mais de 16 tipos, além dos salgados servidos em coquetéis e festas.

     Viúva de Olmiro de Oliveira, Pina tem duas filhas, Cláudia e Franciele. Questionada sobre a possibilidade de parar de trabalhar ou trocar de emprego, Pina diz que nem cogita esta possibilidade, pois é muito feliz no hotel, onde sempre foi acolhida com muito carinho e respeito.

     “Tudo o que eu sei aprendi aqui. Me criei dentro dessa cozinha, então sinto como se estivesse em casa. As únicas vezes que me ausentei, foram no período das licenças maternidades”, afirma.

 

 

Compartilhe:

deixe seu comentário

Publicidade: